Como Se Tornar Um Nômade Digital?

Tenho recebido emails de várias pessoas querendo se tornar um Nômade Digital e querendo dicas de como começar. Então decidi escrever um texto sobre isso, passar as questões básicas.

A grosso modo, Nômade quer dizer que você não tem residência fixa e Digital quer dizer que você trabalha na internet. Se você pretende arrumar bicos na estrada: garçon, recepcionista, etc… você será um nômade, mas não será digital.

Então a pergunta óbvia é: o que você sabe fazer que pode ser realizado pela internet? Ou, como você pode fazer a transição entre suas habilidades atuais e habilidades de um trabalho remoto?

Começar uma carreira no mundo digital é tão difícil quanto iniciar uma fora da web. Você vai precisar de contatos e indicações para ter seus primeiros clientes e depois formar uma boa reputação. Antes de jogar tudo pro alto e iniciar sua viagem, trabalhe para criar uma carreira online.

Antes de iniciarmos nossa viagem eu já tinha feito diversos serviços pela internet, todos relacionados com o inglês: traduções, versões, transcrições e conversação. Então eu tinha essa “carta na manga”, digamos assim. Eu já tinha alguns contatos e tinha perfis em algumas plataformas de serviço freelancer online. A primeira plataforma que usei para trabalhar remotamente foi o https://www.freelancer.com/. Faz um tempo que eu não uso a plataforma, pois na verdade ela paga pouco comparado com outras. Então é um bom lugar para começar, oferecer seu talento de forma barata e ganhar experiência. É uma plataforma segura e nunca tive problemas para sacar meu dinheiro.

Eu disse que o inglês é uma carta na manga pois eu me formei em Psicologia e então queria fazer essa transição do inglês para áreas de atuação mais próximas minhas habilidades atuais. Com a Psicologia, meu intuito é trabalhar com Recrutamento e Seleção Digital e com Consultoria de Carreira. Já consegui meus primeiros trabalhos com R&S e ainda estou nadando no mar da burocracia para deslanchar a questão da Consultoria de Carreira. Já estou há mais de dois meses seguindo uma lista enorme de exigência junto a Prefeitura de Brusque (o mundo ainda vai te exigir um endereço residencial fixo, estamos usando atualmente o endereço da minha mãe) para conseguir me cadastrar como autônoma e assim, conseguir fazer a Nota Fiscal dos meus serviços pela internet. Em Florianópolis sei que o processo é mais rápido e você consegue ir fazendo Notas Fiscais Avulsas enquanto seu registro como autônomo não fica pronto. Então esse tipo de burocracia você terá que se informar no seu município e deixar tudo pronto antes de pegar a estrada. Eu estou contando com a ajuda da minha mãe, que deixei como minha procuradora. Não façam isso com suas mães, é o trabalho mais chato do mundo! Eu não achei que iria demorar tanto e ser tão burocrático, então já estou deixando a dica.

Outra burocracia que eu estou tendo que enfrentar tem a ver como a minha profissão. Para fazer atendimentos online eu preciso registrar um site com o Conselho Regional de Psicologia. Então se seu talento não requer esse tipo de burocracia, você já está em vantagem.

Vale ressartar que essas plataformas de trabalho freelancer geralmente são gratuitas. Você paga uma porcentagem do pagemento do trabalho que conseguir por meio delas. Então é uma super vantagem para quem está começando, pois você não precisa pagar pelo risco, só paga quando de fato conseguir seu cliente.

REGRA PARA QUALQUER PESSOA QUE QUER SER UM NÔMADE DIGITAL: você precisar construir um bom perfil profissional no LinkedIn. É por essa ferramenta que muitos recrutadores vão encontrar seu talento.

Quero desmistificar algo que vejo presente no imaginário do brasileiro sobre o nomadismo digital: Ser Nômade Digital não é você largar seu trabalho, comprar uma kombi, documentar sua viagem e depois pedir para seus fãs doarem dinheiro para que você continue na estrada. Sim, é possível conseguir viver da renda do seu blog, vlog, etc. Principalmente depois de você ter um número considerável de inscritos, pois empresas pagam para colocar seus anúncios do seu site. Mas esse caminho está cada vez mais concorrido e menos “novidade”. Nos grupos que eu participo de Nômades Digitais, a grande maioria esmagadora das pessoas tem trabalhos que não tem qualquer relação com sua viagem. Ou seja, são profissionais de TI, advogados, psicólogos, designers, etc… Mas, claro que você que está de fora da comunidade não vai ouvir falar muito sobre essas pessoas. Simplesmente pois eles não estão tentando chegar até você por meio de vídeos, textos, livros, entre outros. Eles até tem uma conta no instagram com fotos legais, mas não tem tempo para ficar “divulgando” sua viagem. Então eles são invisíveis para você, mas garanto que eles existem e são a maioria.

Eu já mantenho um blog há muitos anos, o Ideário Mutante, escrever e criar vídeos para mim é um hobby. Claro, não é nada profissional, é o que eu faço no meu tempo livre. Eu decidi dedicar tempo para compartilhar nossas experiências com essa viagem depois do que vivi quando voltei de um intercâmbio na Califórnia em 2010. Me senti como se eu estivesse à anos-luz de distância dos meus familiares e amigos. Era tanta coisa que eu tinha pra falar… que eu não conseguia fazer o menor sentido. Voltei de lá outra pessoa e foi um choque para muitos, pois eles não acompanharam essa mudança de maneira gradual por meio das histórias, das vivências… Assim pensei: é, tem que ser aos poucos, quando as experiências vão acontecendo eu vou ter que ir passando elas adiante. Pequenas doses de insight e mudanças de estado mental. Quem tiver interesse real vai tirar 15 minutos para ler. Para quem isso não for prioridade e só quiser criar assunto perguntando: como foi a viagem? Cabe à essa pessoa aquela resposta vaga que se perde na imensidão de uma experiência que não pode ser traduzida em uma conversa.

Okay, então eu devo começar uma carreira online antes de sair de viagem? SIM! Ou com uma empresa fixa ou como autônomo/freelancer. Comece a fazer pesquisas na internet e no LinkedIn sobre vagas com essas palavras: “teletrabalho” “home office” “remoto” e veja o que você encontra dentro das suas habilidades e interesses.

Eu também fiz vários cursos online gratuitos para refinar habilidades específicas que a faculdade não me ofereceu e são necessárias na minha carreira online. Contudo, confesso que foram todos cursos disponibilizados em inglês por organizações americanas. Essa oferta não é tão generosa com quem só fala português. Já deixo essa dica também, English baby, comece agora! Se você nunca começar nunca vai chegar lá. Não importa se você tem quase 50 anos. Você ainda terá uns 30 anos de vida (em média estatística) e vai usar dos benefícios desse aprendizado por muitos anos. A plataforma de curso que mais uso é a EDX. Enquanto você não melhora seu inglês, eu recomendo ficar próximo da comunidade da tecnologia, eles promovem muitas rodas de bate-papo para brainstorming de ideas e difusão de informação sobre novas tecnologias e novas formas de resolver problemas do cotidiano (encontros como a Meet Up). Se cadastre em blogs que dão dicas nômade e grupos nas redes sociais, como Facebook e LinkedIn.

E o custo?? O Darin e eu morávamos de aluguel em Florianópolis, que não é a cidade mais cara do Brasil, mas também não é a mais barata. Se for para colocar na ponta do papel, tínhamos esses gastos:

Aluguel, condomínio, IPTU (é uma prática comum em Florianópolis que o inquilino paga o imposto do imóvel que está usando), água, gás, eletricidade e internet.

Um aluguel anual é mais barato que um aluguel de temporada e claro, bem mais barato que um hotel. Ma o que descobrimos é que o Airbnb fez o custo de vida de um nômade digital plausível e possível à uma grande camada da população. Pois o preço do “aluguel” que pagamos às casas do Airbnb são mais caras em uma primeira análise. Porém, depois de observar que todos esses custos que tínhamos que pagar separado estão incluídos no preço, o valor de nosso custo de vida está bem parecido com o que pagávamos em Floripa. Detalhe galera: nós alugamos casas inteiras! Vocês podem economizar muito dinheiro ao alugar apenas um quarto em uma casa de família. Só que o que estou querendo dizer nesse texto é que estamos conseguindo manter um padrão de vida semelhante ao que tínhamos e por um preço similar.

Ah, e pra você que está pensando assim “mas eu não pago aluguel, moro com meus pais” : Antes de você se enfiar no financiamento de um imóvel próprio no qual você vai levar uns 10 anos para pagar, se pergunte se passar alguns anos como nômade digital não seria uma experiência que valeria a pena antes de você decidir onde quer formar raízes.

Comida – continuamos comprando e cozinhando em casa a maioria das refeições. Nos finais de semana é que saímos comer fora, mas isso também faziamos em Floripa, então não mudou muito.

Gasolina – o Darin já trabalhava remoto. Eu tinha que dirigir 30km até a UFSC. Eram 60km rodados sem contar outros deslocamentos – mercado, visita à família, etc. Totalizando cerca de 2 mil km rodados por mês. É basicamente isso que rodamos hoje, pois ficamos algumas semanas no mesmo local (onde praticamente não dirigimos) e dai são uns 1000 – 2000 km até a próxima parada. Tanto é que estamos viajando há 5 meses e agora que fechamos 10.000 km para fazer nossa revisão no carro.

Então é isso galera! A vida como Nômade Digital é super possível financeiramente, você precisa apenas começar a trazer suas habilidades para o mundo digital: ver quais as vagas de trabalho disponíveis e correr atrás do que falta para você ter os requerimentos para preencher essas vagas. Nós dirigimos de um local ao outro, mas nada te impede de seguir de ônibus ou avião. Quando eu tirar um tempinho vou fazer um vídeo sobre os programas de fidelidade que temos para viajar mais barato. Eu já fiz VÁRIAS viagens de avião totalmente pagas com milhas geradas pelo cartão de crédito. E não, eu não gasto horrores com o cartão de crédito – eu só sou espertinha e passo até o chiclete no cartão! rsrs E dai me cadastro em newsletters de ofertas de milhas. Mas vou explicar tudo certinho no vídeo.

E aí? Vai entrar pra nossa tribo nômade?? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário que assim a resposta da sua dúvida já pode ajudar outros leitores!

Carpe Diem!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s