A viagem

 

bandeiras

Casamos em maio de 2017 e em julho a Jackie se formou. Como o Darin é americano e a Jackie brasileira,  o país de moradia não parece assim tão óbvio, requer uma escolha, uma decisão.

Ao analisar as opções percebemos algumas coisas:

  • Gostaríamos de morar em algum outro país além do Brasil ou Estados Unidos, pelo menos por um tempo;
  • Durante os 5 anos que moramos juntos em Florianópolis, não conseguimos fazer nenhuma viagem de carro, especialmente para os países da América do Sul, o que era um grande objetivo quando escolhemos o carro;
  • Como nossas famílias moram tão longe uma da outra, acabamos passando nossas férias visitando aquela que está mais longe. Algo que além de ser caro, consome boa parte do tempo de férias (bloco de dias em sequência) que temos. Limitando nossas possibilidades de realizar viagens mais longas além dessa viagem para rever uma das famílias;
  • O Darin já trabalhava completamente remoto por um bom tempo e Jackie gostaria de trabalhar remotamente também;

O que nos levou a seguinte ideia:

Por que não viajamos de carro por um mês pela América do Sul? Talvez Uruguai, Argentina e Chile?

Mas dai pensamos que seria difícil para o Darin tirar 30 dias de férias para exclusivamente viajar. Então propusemos:

Vamos viajar por uns 3 meses, mas de uma maneira que o Darin possa trabalhar durante a viagem. Ou seja, que ele possa trabalhar durante a semana e que no final de semana possamos curtir os lugares que estamos, tirando mais alguns dias de folga conforme necessário.

Mas por que 3 meses? De onde vem esse número? Se for pra ficar 3 meses viajando para depois voltar para Florianópolis (o que já significaria que não seria viável manter o contrato de aluguel, já faria mais sentido romper esse contrato do que ficar pagando por um lugar que ficaria vazio por tanto tempo), por que não aproveitamos para conhecer toda a América do Sul?
Boa pergunta! E a partir dai começamos a estruturar nossa aventura.

Sem data de volta, sem roteiro certo, o plano é poder experenciar cada lugar. Passar cerca de um mês em cada país, claro, trabalhando em tempo integral (45h/semana), passeando nos finais de semana.

A ideia é fazer parte daquela comunidade por um tempo. É ai que o termo nômade não se aplica por completo.

Significado de Nômade

substantivo masculino e feminino

  • Pessoa que não tem habitação fixa; itinerante.
  • Tribo ou etnia que não se fixa em lugares e vive mudando.
  • [Pejorativo] Sujeito que vagueia sem rumo fixo: os nômades da rua.
  • substantivo masculino, plural – Povos que, por não pertencerem a determinado lugar, andam vagueando sem fixar residência.
  • adjetivo – Que não não tem habitação fixa; que vive mudando de um lugar para outro: tribo nômade; companhia de teatro nômade.
  • Etimologia (origem da palavra nômade): do latim nomas, nomadis.

 

Muitas vezes esse termo é associado com um andarilho sem trabalho, ou com uma tribo que usa dos os recursos disponíveis em um lugar e quando os recursos findam precisam mudar para outro lugar, nossa intenção é bem diferente.

Pretendemos aprender com a comunidade em que estamos, mas também ensinar algo. Fazer essa troca. Seja uma troca cultural (receita de comida, maneira de fazer algo, dicas de viagem, etc) ou intelectual (compartilhar ferramentas e conhecimentos, conectar pessoas locais com organizações globais, etc).

Também, agir com respeito pelas leis e normas de cada local, assim como respeito à natureza. Tendo uma postura crítica, como por exemplo:

  • Não visitar atrações turísticas baseadas em maus-tratos aos animais (seja trabalho escravo humano ou demais animais);
  • Apoiar a produção agrícola local e orgânica;
  • Distribuir o dinheiro usado dentro do país entre várias pessoas e organizações locais (economia distribuída), ao invés de apenas grandes corporações internacionais;

Então, ao invés de apenas nos relacionarmos com outros nômades digitais ou de sermos “cidadãos sem pátria”, queremos viver como “cidadãos globais”. Ou seja, integrados com as pessoas locais como seres humanos com os quais compartilhamos o mesmo planeta, no qual uma “pátria” não é melhor que outra.

 

hawaii cropped

Escrito por Jackie, Outubro de 2017